Pastor Jessimiel Santos

Ministério Pr. Jessimiel Santos

Vós Sóis o Sal da Terra

Publicado por Jessimiel Santos fevereiro - 17 - 2013 - domingo ADD COMMENTS

  IMPORTÂNCIA DO SAL NA BÍBLIA São muitos os usos e utilidades do sal na bíblia. Destacamos alguns: -Para a condimentação da alimentação humana. Jó 6:6 e dos animais. Is 30:24 -Para preservar alimentos de putrefação e decomposição. Ex 30:35 -Os sacrifícios e ofertas no Antigo Testamento tinham que ser acompanhados de sal, sobretudo a dos de cereais ou manjares (Lv 2:13) e os holocaustos (Ez 43:24), simbolizando a natureza eterna da aliança de Deus com Israel. Levítico 2:13 –  E todas as tuas ofertas dos teus alimentos temperarás com sal; e não deixarás faltar à tua oferta de alimentos o sal da aliança do teu Deus; em todas as tuas ofertas oferecerás sal. Esdra 6:9 – E o que for necessário, como bezerros, carneiros, e cordeiros, para holocaustos ao Deus dos céus, trigo, sal, vinho e azeite, segundo o rito dos sacerdotes que estão em Jerusalém, dê-se-lhes, de dia em dia, para que não haja falta. -Por causa de seu valor medicinal os recém-nascidos... mais...

A benção espiritual através do jejum

Publicado por Jessimiel Santos março - 11 - 2010 - quinta-feira ADD COMMENTS

1.        O jejum aprofunda sua humildade. Esdras humilhou-se jejuando(Esdras 8:21). Davi humilhou-se jejuando (Salmo 35:13). Tudo o que nos ajuda a humilhar-nos diante de Deus é uma grande benção ( I Pedro 5:6; II Crônicas 7:21; Tiago 4:10; I Pedro 5:5). O jejum é uma forma bíblica de aprofundar a humildade. 2.        O jejum aprofunda sua fome pela presença e pelo poder de Deus, e pelas respostas à oração. A fome espiritual e o jejum se reforçam mutuamente. O jejum adoça e abençoa toda nossa busca pela face de Deus e por Sua glória. 3.        O jejum aumenta sua concentração na oração. Ele ajuda a separar-nos das coisas do dia-a-dia, do nosso mundo secular, a dar prioridade à oração e a interceder e perseverar diante de Deus. Auxilia-nos a organizar e tirar as preocupações da nossa mente e da nossa vida, bem como a buscar as respostas de Deus mais completamente. Andrew Murray diz: “ A oração precisa do jejum para o seu desenvolvimento... mais...

As 10 virgens

Publicado por Jessimiel Santos março - 11 - 2010 - quinta-feira ADD COMMENTS

Mateus 25:1-13 Mateus neste texto nos relata a Parábola das 10 virgens. As virgens representam todos os crentes. O que significa que, na igreja, há dois tipos de crentes: O Prudente e o Néscio; o vencedor e o derrotado. E o que diferencia o Prudente e Vencedor, nesta parábola? É que, além da lâmpada, ele tem azeite sobrando. O Néscio e derrotado, não é cheio do Espírito Santo . Isto posto, a partir de agora, vamos explicar o significado de alguns termos desta parábola: -As Noivas – representam os crentes; -O Noivo, representa o Senhor Jesus Cristo. -As Virgens – o termo não deve ser visto literalmente. Todos os crentes são vistos como Virgens diante de Deus – separados para o deleite de Deus; -O número 10 – significa a completude da responsabilidade humana. Por isso nós, os homens, temos 10 dedos nós pés e nas mãos. Por isso os mandamentos que Deus deu a Moisés são 10. Isso significa que essas 10 virgens englobam todos os crentes de todas as épocas; -Lâmpada... mais...

A importância de sermos Luz no Mundo

Publicado por Jessimiel Santos março - 11 - 2010 - quinta-feira ADD COMMENTS

Para ilustrar a importância do Testemunho Cristão, o Senhor Jesus utilizou-se de dois elementos comuns aos ouvintes: o sal e a luz. A ilustração do sal fala do nosso caráter; a luz fala do nosso testemunho. Observe que Cristo falou primeiro do sal da terra e depois da luz do mundo. Assim o caráter precede o testemunho. Vejamos algumas lições práticas que podemos extrair desses dois elementos: 1. O Cristão como Sal da Terra: O sal é chamado de cloreto de sódio. Esta substância tem propriedades importantes. Por esta razão Jesus a utilizou para tipificar o papel dos seus discípulos: 1.1 O sal é preservador: Ele conserva e preserva; daí ser figura da pureza. Sua cor alva também fala disso. Ele evita a deterioração. 1.2 O sal produz sede: É a multidão perguntando aos apóstolos: “Que faremos varões irmãos?” (At 2.37). É o carcereiro de Filipos clamando: “Senhores! Que é necessário que eu faça para me salvar?” (At 16.31). São as multidões à procura de Jesus... mais...

Sobre nós

TAGS